20/10/2009

Sem chão


Uma página em branco
Às vezes nua
Sem lua,
Às vezes fria,
Sem teto,
Sem sexo.
Assim estou:
Sozinha no galho seco da solidão.
Sem palavras pra compor os versos.
Sem ar pra respirar as manhãs.
Sem sol pra aquecer os verbos desta canção.

2 comentários:

metamorfosear disse...

lindos versos, se compõe em composição do ser, ou nao ser.

Thiago disse...

Uma página em branco causa perplexidade. Contudo, apenas o barulho do lápis é suficiente para esboçar o aspecto da pessoa desejada.